Translate: Portuguese English
   

Federação Mineira de Motoclubes Federação Mineira de Motoclubes

 
SEJA BEM VINDO



Se você chegou até aqui é porque tem interesse em participar de alguma forma do Classe A motoclube, seja como visitante ou seja como membro.
Abaixo seguem algumas informações importantes para quem não está acostumado ao motoclubismo tradicional.
Esqueça todos os esteriótipos criados pela imprensa, séries de TV , entre outros. Mergulhe de mente aberta neste mundo fascinante dos motoclubes.

A origem dos Motoclubes

Os primeiros motoclubes surgiram nos Estados Unidos, na década de 30, no pós guerra. Os soldados, que haviam criado laços de amizade, irmandade e respeito mútuo durante os anos de guerra retornaram ao seu país (USA) e começaram a se organizar em clubes. Naquela época utilizavam motocicletas custom da marca Harley Davidson ou Indian e retiravam tudo o que achavam desnecessário. Rodavam em grupos seguindo a hierarquia e disciplina militar. Surgia aí a "febre" de customizar motocicletas.

Sobre o Classe A MC

O Classe A moto clube surgiu em Belo Horizonte em Agosto de 2015. Classe (grupo) A (de Amigos). Da união de 3 amigos que já andavam de moto, Ademar Andrade, Rogerio Sacramento e Lincoln Marques. Inicialmente como um moto grupo, o Classe A sempre seguiu as regras tradicionais de um moto clube, tais como regras de admissão de novos membros, progressão no clube e hierarquia. Com O cresicmento do gruupo, a mudança para moto clube foi natural.
Em Setembro de 2016 o Classe A foi apadrinhado pelo Esquadrao Aguia de Ouro Branco (fundado em 2001). Na ocasião, vários moto clubes de Minas Gerais estiveram presentes no batismo no novo clube. Desde então, o Classe A MC vem se firmando como um motoclube estradeiro, rodando em média 13 mil quilômetros por ano.
Em Agosto de 2017 o clube se filiou à Federação Mineira de motoclubes, passando a acrescentar em seu colete o patch vermelho dos federados.

Abaixo seguem algumas regras de convívio seguidas por motoclubes que não são escritas mas são conhecidas e respeitadas pelo Classe A.

  1. Jamais peça para entrar para um motoclube. Comece a participar dos encontros, mostre-se interessado que o convite acontecerá logo que o clube perceba o seu interesse e boa conduta no motociclismo.

  2. Respeite os membros brasados. O colete que utiliza trás consigo a historia do seu clube, dos seus integrantes.

  3. Não realize ultrapassagens no comboio. Isso é considerado falta de educação em muitos clubes.

  4. Guarde sua posição e a do seu companheiro a frente e atrás. A segurança sua e dele são de sua responsabilidade.

  5. Se for inexperiente em rodar em estradas procure o guia do comboio (CAPITÃO DA ESTRADA) e o informe. Ele irá posicioná-lo em local adequado de forma que irá guarda a sua segurança e a do comboio.

  6. Quer dar uma esticada? Sinalize! Saia do comboio pela esquerda e sinalize para todos como um maquinista apitando o trem. Ao retorna aguarde a direita e espere o comboio passar por você até a passagem do ferrolho (último do comboio). Este irá recolocá-lo em situação de segurança novamente.

  7. Se viajar sozinho e tiver problemas na motoclicleta pare em local seguro e sinalize com a seta de de alarme e coloque o seu colete na trazeira da moto.

  8. Chegue ao PE (Ponto de encontro) no horário pre estabelecido e já devidamente calibrado e abastecido.

  9. Não faz parte do clube não entre no comboio sem ser convidado. A formação pre estabelecida existe para manter a segurança de todos. Ao se aproximar do combio sinalize sua intenção de entrar para o ferrolho. Este irá convidá-lo a se posicionar à sua frente.

  10. Tem d úvidas? Procure o seu padrinho no motoclube e tire-as. Não espere um membro brasado chamar a sua atenção.

  11. O Colete do membro é a sua segunda pele. Não se empresta, não pede para usar, não o perde. No motoclubismo ele é o símbolo de suas conquistas e evolução no clube.

  12. Não mexa com mulheres de colete. Você terá sérios problemas com um clube inteiro se ela não gostar.

  13. Irmandade. Algum motociclista com problemas na estrada? Pare e pergunte se precisa de ajuda. Sendo do seu clube ou de outro.

Diretoria

PRESIDENTE V.PRESIDENTE

 

 

 

 

ROAD CAPTAIN SGT. AT ARMS SECRETARY TREASURER COUNSELOR
    SND. SECRETARY    
       
DIRETORIA DE EVENTOS DIRETORIA DA INFORMAÇÃO
EVENT DIR. EVENT DIR. IN OMENTA IN OMENTA IN OMENTA
         

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A progressão do Membro Classe A

A entrada de um novo membro segue o critério de 60 dias (8 rolês) rodando com o clube. Neste período o clube irá avaliar a atitude do futuro membro, sua condução responsável e espírito de grupo. Após este período ele poderá receber o convite para fazer parte do clube. Desta forma será batizado pelos demais membros marcando a sua entrada.

Após 4 meses de participação efetiva no clube, o membro próspero recebe metade do seu brasão. Esta fase é uma confirmação da sua lealdade e participação no clube. Passa-se a ser próspero meio escudo.
Completado 1 ano de participação efetiva no clube, o membro recebe o seu colete completo (brasamento) com todo o escudo em suas costas. Passa-se então, a ser um membro efetivo do clube com direito a voto nas reuniões mensais.
O colete do membro é a sua segunda pele e representa as suas conquistas no clube. Portanto, ao ver agora um membro brasado você entenderá o quanto ele tem orgulho de possuí-lo.

Desmistificando o batismo

O batismo marca a entrada no novo membro no clube. Muito se especula sobre o que fazemos para marcar a entrada do novato.
Primeiramente um dos membros brasados irá apadrinha-lo. Desta forma ele será o responsável pela evolução do novo membro no clube.
Seguimos a tradição dos motoclubes em iniciar nossos membros. Temos uma simbologia que representa o inicio da sua igualdade com os demais membros do clube. Você fica de joelhos não para te humilharmos ou te subjugarmos, mas para simbolizar a humildade de um novo membro perante o clube. De frente para o presidente, este irá ler o nosso juramento e você responde se o aceita ou não. Ao se levantar, o padrinho irá vestir o colete em você. E após estar vestido com o seu colete nós te molhamos para, simbolicamente, lavar tudo o que vc era antes de entrar para o motoclube e receber seus novos irmãos de alma lavada.

Dúvidas frequentes

Tenho um motocicleta de baixa cilindrada. Posso rodar com o clube?
Por incrível que pareça essa é uma duvida constante em quem se interessa por entrar no Classe A.
Claro que pode! A sua motocicleta nunca será um divisor, e sim um ponto de união. Nos deslocamentos do comboio o Road Capitain irá posicioná-lo de forma segura para que você acompanhe o grupo sem dificuldades.

Não tenho tempo para me dedicar ao clube, posso rodar com o grupo sem fazer parte do dele?
Pode sim! Nos nossos rolês a presença de convidados é uma constante. O imperativo é o prazer em rodar de moto!

Alem dos Rolês aos domingos, o Clube realiza alguma outra atividade?
Sim. Realizamos rolês noturnos exclusivo aos membros, batismos de novos membros, ações sociais, visita a points de outros motoclubes, etc.

Existe alguma ordem pre determinada da posição das motos no comboio?
Sim. Seguimos a seguinte formação abaixo:

Capitão da estrada ( Road Captain)
Motociclista que irá á  frente do grupo nos seus deslocamentos.
Atribuições do Guia: manter a velocidade previamente acertada; sinalizar ao grupo eventuais obstáculos; alertar sobre as paradas combinadas.

Ferrolho (Sweep)

Motociclista que irá na última posição do grupo nos seus deslocamentos.
Atribuições do Ferrolho: zelar pela unidade do grupo, procurando evitar que ocorra espassamento acentuado entre as motos do grupo

Ordem das Motos
A formação do grupo deverá ser em duas filas indianas, paralelas e intercaladas, evitando-se o emparelhamento de motos.



A ordem das motos no comboio do Classe A:

1º - Presidente
2º - V.Presidente
3º - Road Captain
4º - Sgt-At-Arms
5º - Secretary
6º - Full Members
7º - Prospects
8º - Visitors
9º - Sweep

Ultrapassagens em grupo
A ultrapassagem é um dos momentos de risco do comboio. Momento este que pode causar acidentes principalmente com motociclistas mais inexperientes.
São obedecidas duas etapas para a ultrapassagem segura do comboio.

Na primeira fase o Ferrolho fecha o transito conforme a figura abaixo:

Na segunda fase todos realizam a ultrapassagem de forma ágil e mantendo a formação conforme:

Se o grupo rodar em fila, deve-se manter uma distância mínima entre as motos, proporcional à  velocidade. As paradas para abastecimento e outras eventuais paradas, serão sempre em postos situados do lado direito da pista. Evitando, assim, cruzamentos perigosos.
Tenha sempre em mente que seu o companheiro que vem logo atrás de você nunca sabe quando você vai frear até ver sua luz de freio acender, portanto, facilite sempre dando uma ou duas "beliscadas" no freio antes de frear propriamente, isso poderá evitar um acidente!

Manutensão da formação

O comboio fechado e compacto é importante para a manutenção da segurança de todos.
Motoristas de veículos maiores, podem realizar ultrapassagens mal calculadas e entrarem forçadamente entre o comboio podendo causar a queda de algum integrante. Por isso o posicionamento correto de todas as motocicletas é de vital importância.

Espações vazios entre o comboio facilita a entrada de outros veículos conforme a figura abaixo:

Caso o motociclista à  sua frente deixe espaço vazio você deve ultrapassá-lo para cobrir tal espaço, devendo o motociclista atrás de você fazer o mesmo caso ele mantenha o espaço vazio atrás de você.
Desta forma o motoclista chegará até o ferrolho que á verificar possíveis problemas com a sua motocicleta ou de condução da mesma.

Ainda tem dúvidas? Procure um dos nossos membros brasado, ele terá imenso prazer em lhe responder.
Venha rodar com o Classe A!

 
 

Classe A Motoclube
2015 - 2018 © Proibida cópia parcial ou total sem a autorização dos desenvolvedores.